Escolha uma Página

Seu Sorriso não tem Preço!

Atendimento de alta qualidade sem perder a Humanidade e Carinho!

Clínica Allere l Dentista Asa Sul

Agende uma Consulta

Nossa missão é espalhar sorrisos pelo mundo e ajudar as pessoas a cuidar de sua saúde aumentando a auto estima. Venha participar desta comunidade que busca o Estilo de Vida Saudável.

(61) 3346-0524 l C.M. Lúcio Costa l Asa Sul 611

Dentes inclusos são dentes que ainda não erupcionaram (nasceram) podendo estar em formação ou mesmo depois de totalmente formados. Ficam inclusos no tecido ósseo envoltos por osso e gengiva. São algumas as indicações para remoções dos dentes inclusos. Os dentes sisos são comuns de estar nesta situação e normalmente devem ser removidos para evitar problemas futuros.

Dentes inclusos podem causar dificuldades na higienização

A região de um dente semi-incluso é difícil de se higienizar pois só uma parte do dente está irrompida e o resto é coberto por gengiva onde ocorre o acúmulo de alimentos e sujeira. Este acúmulo promove a instalação de doença periodontal e caries, podendo comprometer os dentes adjascentes já erupcionados.

Pericoronarite: em casos de erupção parcial do terceiro molar inferior o tecido pericoronário pode passar a funcionar como uma bolsa, ocorrendo a penetração e acúmulo de alimentos ou traumatismo mecânico da oclusão dos dentes, originando a pericoronarite que nada mais é do que a inflamação do tecido pericoronário devido a infecção local. O quadro de pericoronarite pode estar acompanhado de trismo (dor e dificuldade para abrir a boca), linfoadenopatia (inflamação dos linfonodos) e febre.

Dentes inclusos devem ser removidos para finalidades protéticas

Dentes inclusos devem ser removidos antes da confecção de próteses dentárias que ficaram suportadas pelo osso onde se encontra o dente incluso para não comprometer a estabilidade futura da prótese.
Dentes inclusos podem ser a causa de formação de cistos e tumores

Quando um dente está incluso ele mantém um tecido ao redor da coroa chamado de tecido pericoronário ou folicular. Cistos e tumores odontogênicos podem surgir a partir desse tecido que recobre as coroas dos dentes inclusos. Nesse caso é importante que se faça um controle radiográfico dessas inclusões, avaliando o espaço folicular ao redor da coroa do dente que quando maior que 3 mm já é sugestivo de processo de formação de um cisto ou tumor.
Dentes inclusos podem causar fratura de mandíbula

Os terceiros molares (também chamados de sisos) inferiores, quando inclusos na região do ramo mandibular mantém uma área com menor quantidade de tecido ósseo aumentando a fragilidade da mandíbula diante de um impacto, podendo ocasionar a fratura da mandíbula.

Tratamento ortodôntico e os dentes inclusos

Pacientes que necessitam de retração de segundos e primeiros molares por meios de técnicas ortodônticas e possuem os terceiros molares (sisos) inclusos, devem remover os sisos para que não ocorra a interferência no tratamento.

A remoção dos sisos também pode ser indicada após o término do tratamento ortodôntico quando não há espaço para a erupção desses dentes o que pode acabar atrapalhando no resultado final do tratamento.

Em casos de dente supranumerário incluso entre as raízes de outros dentes que serão movimentados, a remoção desses dentes é indicada para que se promova a movimentação sem prejudicar os dentes já erupcionados.

Em casos de dentes inclusos, normalmente os caninos, quando não há a possibilidade de tracionamento ortodôntico indica-se a remoção dos dentes.

Preciso tirar os sisos?

Muitos pacientes tem a falsa impressão de que se o siso não nasceu é porque ele não existe, e se existe porque tirar se não está incomodando? Já outros pensam que os sisos devem sempre ser extraídos. Na verdade a remoção dos sisos nem sempre é necessária, se os seus sisos já nasceram e estão bem posicionados eles não precisam ser removidos, vão funcionar como os outros molares na mastigação. Então quando é indicada a remoção dos sisos?

Com o passar dos anos o homem tem se alimentado cada vez mais de alimentos pastosos e menos de alimentos muito fibrosos. Consequência dessa mudança de hábito é que não precisamos mais de quatro grupos de três molares para mastigar, com isso nossas arcadas dentárias estão ficando cada vez menores faltando espaço para os sisos, que são os terceiros molares, nascerem. A evolução é tão perfeita que já existem pessoas que não tem os sisos ou tem menos do que os quatro de costume uma vez que sua carga genética já carrega a informação de que eles não são mais necessários.

Os sisos devem ser removidos quando não há espaço para eles nascerem completamente na boca, na maioria dos casos eles saem um pouco pela gengiva o que dificulta a higienização da região causando inflamação da gengiva com dor e inchaço. Quando eles não nascem mas existem dentro do osso devem ser removidos pois ao redor da coroa de um dente que ainda está dentro do osso (incluso) fica um tecido que protege essa coroa. Este tecido pode ser causa de formação de cistos e tumores, principalmente na mandíbula. Outra complicação que os sisos inclusos podem causar é o trauma por compressão no dente do lado, dependendo de sua posição, essa compressão pode causar a perda óssea ao redor do dente e até mesmo a perda desse dente que estava saudável.

Para entender melhor qual é o seu caso o ideal é marcar uma consulta com um especialista para que ele solicite os exames necessários e faça o diagnóstico.

 

Nossos Serviços

Cirurgia Bucomaxilofacial

 Implantes Dentários

Tratamento de Canal

Odontologia Estética

Odontopediatria

Ortodontia

Fale conosco: (61) 3346-0524

611 sul Centro Médico Lúcio Costa Bloco 1 sala T10

Horário de Funcionamento

Segunda a Sexta 08:00 - 20:00hrs

Agendamento no mesmo dia

Trabalhamos com encaixes!

× Como posso te ajudar?